Poesia aos Mestres, por General Uchôa

Acervo do General Uchôa

O Acervo do General Uchôa nos mostra que ele era um homem de muita fé, mas nunca seguiu uma única religião. Respeitava e estudava tudo que podia das mais diversas tradições espirituais, sempre com o olhar investigador e de homem das exatas que era.

A poesia era uma de suas paixões e aqui trazemos uma que encontramos no Acervo datilografada, sem data, em que ele mostra sua devoção àqueles que ampliam a consciência da humanidade.

AOS MESTRES

Dádivas do Eterno aos caminheiros,
Em Busca de mundos desconhecidos,
Esferas de amor; brilhantes luzeiros,
Excelsos Seres, Mestres decididos

Vem densidade da matéria,
Avatares, então, vibrando o amor
Em meio a humanidades na miséria,
Muito infeliz, sem luz interior

Sim, virão sempre a mundos primitivos
De lutas tenebrosas e desamor,
Trazendo Luz e Paz, divinais motivos

Para elevar dos antros desse horror
O homem vacilante, em definitivo,
Glória de Deus, na Vibração do Amor

A. MOACYR UCHÔA

Leia mais textos que já publicamos sobre a poesia na vida do General:

Já conferiu as aulas do acervo? São 38 aulas com documentos históricos (além do StarTape Project!) com acesso às imagens dos documentos originais. O Acervo do General Uchôa é um compromisso assumido pelo Círculo com a família Uchôa, que confiou aos cuidados da escola documentos pessoais do General. O acervo conta com entrevistas para imprensa, recortes de jornal, psicografias, áudios, desenhos etc…num trabalho vivo que está sendo desenvolvido e disponibilizado pelo Círculo.


 

 

 

Acesse nossa editoria de conteúdo #AcervoUchôa e leia todas as matérias já produzidas sobre o trabalho no Acervo.

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos Relacionados

Dias 05 e 06/07, com ingresso presencial ou online
Instituto Círculo