Avistamentos de OVNIs na mídia brasileira

Acervo do General Uchôa

Quem acompanha casos famosos da ufologia mundial sabe que a maioria tem origem nos Estados Unidos, mas aqui no Brasil também temos acontecimentos que ganharam destaque como o Caso Villas Boas (1957), a Operação Prato (1977), a Noite Oficial dos OVNIs (1986), com vasta documentação no Arquivo Nacional, e o Caso ET de Varginha (1996). O Acervo do General Uchôa guarda alguns recortes de jornal das décadas de 1960 e 1970 que mostram que o tema ganhava as páginas da imprensa escrita da época, quando algo considerado fora do normal ocorria.

Importante destacar que o General Uchôa guardava essas notícias para se manter atualizado sobre o que acontecia e para ter um paralelo com suas próprias experiências. E sabemos ainda que muitos desses recortes chegaram até nós porque foram cuidadosamente guardados pela sua esposa, Dona Enita, de quem já falamos aqui.

Explosão nos céus de São Paulo

Nesta página do jornal A Tarde, de 1966, uma extensa matéria relata o caso de discos voadores que teriam se encontrado e explodido nos céus de São Paulo, em 1957. O pedaços foram encontrados e teriam sido levados para estudos na Força Aérea dos Estados Unidos. Destacamos aqui trecho da matéria que cita famoso colunista de jornal da época e detalhes do que ocorreu:

“No dia 14 de setembro do ano de 1957, Ibrahim Sued, colunista social de vários jornais do Rio de Janeiro, Brasil, informou que recebera diversos fragmentos, recolhidos depois que um objeto em forma de disco explodiu nas proximidades da Praia de Ubatuba, no Estado de São Paulo. As testemunhas informaram que o disco mergulhou em direção ao mar, a uma fantástica velocidade, voltando, repentinamente, a ganhar altitude até atingir algumas centenas de pés, parou e explodiu num verdadeiro chuveiro de brilhantes fragmentos. Alguns destes fragmentos caíram em água de pouca profundidade permitindo que fossem recolhidos sem maiores dificuldades (…) Pesquisadores identificaram como magnésio puro (…) A decisão de realizar a análise mas de não permitir a presença de pessoas estranhas, indicou algo de mais substancial do que uma indiferença em examinar uma peça de metal fora do comum.”

Campo Grande (MS)

Matéria sobre avistamento de um objeto não identificado nos céus de Campo Grande, sob o Hospital Rocha Faria e Jardim Botânico.


Rio de Janeiro (RJ)

No jornal O Dia, matéria de 1970 sobre raio que veio do espaço e cegou vigia da Barragem Hidrelétrica do Funil em Itatiaia (RJ).


Pereiro (CE)

O Jornal do Brasil noticiou acontecimento em Pereiro, no Ceará, sobre fachos de luzes misteriosas e tremores de terra, em 1968.

Belo Horizonte (MG)

Matéria sobre aparições de OVNIs em Belo Horizonte (MG), no Jornal do Brasil, de 1969.

E sobre a pergunta do porquê desses visitantes, deixamos a resposta que o General das Estrelas nos dá em seu livro Mergulho no Hiperespaço:

Eis também uma resposta àquela sempre presente pergunta: “o que estão fazendo? o que querem esses visitantes?por que nada dizem ou informam a respeito? Se tem havido e ainda há de haver algum silêncio é que nossos processos operacionais ainda se em um nível de tal ordem que o humano os consideraria fantasiosos, de sonhos. Por que então lançar certas sementes antes da preparação do terreno que possa acolher bem a semeadura? Esperamos que, com essas palavras, estejamos, pelo menos em parte, justificados!” Mergulho no Hiperespaço. pág.113.

Na próxima semana vamos falar de Ufologia Esotérica.


Leia as matérias anteriores da série:

1 – Ufologia e o legado brasileiro do General Uchôa
2 – Um olhar para a ufologia casuística
3 – Tipologias de naves e diferentes civilizações

Acesse nossa editoria de conteúdo #AcervoUchôa e leia todas as matérias já produzidas sobre o trabalho no Acervo.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos Relacionados

por Juliano Pozati
por Grazieli Gotardo