Permitam-se, queridos, sentir de acordo com as suas particularidades (LAB 29)

Diário espiritual

Participantes: Adriana, Fernanda, Juliana, Juliano, Larissa, Marcel, Mônica, Rene e Simone
Data: 04 de maio de 2021
Via Zoom

COMUNICAÇÕES

Larissa conduz oração de abertura da reunião


Larissa: Me parece que a mediunidade é uma faculdade, habilidade orgânica que está intrinsecamente ligada às emoções ou ao fluxo de energia ligado ao campo emocional, envolvendo todo tipo de emoções, e talvez ela se expresse com tanta força na adolescência por conta disso também, fluxo de hormônios. A Egrégora poderia falar um pouco sobre isso?

Juliano (psicofonia): A maneira como nós experimentamos a realidade revela a realidade que nós experimentamos da vida. As emoções são um filtro através do qual a consciência experiencia não apenas os seus relacionamentos físicos, mas também os metafísicos, de maneira que, mesmo na adolescência, onde a nossa personalidade passa a identificar e se projetar no mundo no qual nós iremos nos inserir, ela traz consigo a aventura da experimentação, dos novos relacionamentos, dos ambientes diversos aos quais nós nos originamos no seio da família. Tendo como reconhecimento projetivo parte da consolidação da identidade, nós podemos afirmar que sim, os fenômenos mediúnicos e espirituais de natureza transcendental vividos na adolescência colaborem para a consolidação do indivíduo como ser multidimensional de forma que a transcendência experimentada nesta fase pode orientar o fluxo de experiências e realizações que obterão ao longo da vida. A saudade nostálgica que muitas vezes é natural sentir na idade adulta não traduz outra coisa senão o forte desejo de sentir, de lançar-se ao mundo em encontro ao seu propósito. Essa ausência da intensidade dos sentimentos pode vir a consolidar-se em idade madura, na casa dos 50 anos, quando a clareza atingirá a sua objetividade no que tange à pauta de suas realizações terrenas.

Juliana (psicofonia): Tal como tudo que é composto, a mediunidade também vem arraigada das particularidades necessárias para a experiência que cada um precisa vivenciar. É por isso que, para alguns, é mais fácil alguns tipos de comunicação mediúnica, de intercâmbio multidimensional, enquanto que para outros, outros tipos são mais fáceis. A mediunidade também é uma ferramenta de vivência neste plano terreno permitindo as interações também emocionais que são inexoráveis para a evolução humana.

A emoção tal como é, abrange todos os aspectos humanos e, sem dúvida, com especial enfoque nas habilidades exoconscientes, as quais quanto mais se equilibram o mental e o emocional, mais facilmente se caminha neste leito de um rio ainda em formação, mas que flui para encontrar com o Todo. Permitam-se, pois, queridos, sentir de acordo com as suas particularidades. À medida que se conectem com seus próprios talentos, mais fácil será se conectar com todos os talentos potenciais que existem dentro de vocês. Não falo apenas sobre a Gallup que, sem dúvida, é uma grande ferramenta de autoconhecimento e auxilia vocês nesta nova forma de enxergar. Relacionem com os talentos que já conhecem, posso assim dizer, as habilidades pelas quais são notados desde pequenos, não é por acaso que as tem, que afloraram quando ainda eram crianças ou adolescente onde o influxo energético era mais fluido, havia menos rigidez mental e racional.

Trust in foundation my dear, nothing is by the chance. (Confiem na base, queridos. Nada é por acaso.) Não é demais lembrá-los, meus queridinhos, que o intercâmbio lúcido pressupõe uma mente lúcida, sã. Lembrem-se disso.

Juliano: Vamos aproveitar este momento de comunhão com a Egrégora e em um gesto de mentalização eu gostaria de projetar a energia que nós estamos recebendo do Cosmo no dia de hoje, para um momento no espaço tempo onde nós estaremos realizando o III Congresso do Círculo com um tema tão desafiador para todos nós, que é de fato o despertar para a consciência do nosso papel na construção do novo no seio da nossa sociedade. O novo parece um commodity já desgastado de tantas promessas inócuas, perspectivas e expectativas, mas mesmo assim nós, como atores no tempo da Transição, que é chamado para desenvolver um papel que demonstra a seriedade deste tema e desta vocação individual e de impacto coletivo.

Gostaria de abrir e estabelecer sobre o estúdio sensorial Lab uma grande pirâmide, que comece a condensar e catalisar as energias dos planos superiores, impregnando todo aquele lugar tão simbólico para todos nós, pois foi onde gravamos as primeiras 40 aulas do Círculo. Que seja impregnado por seres e humanidade que tem acompanhado esse projeto, mas mais do que isso, estamos alcançando milhares de pessoas com essa proposta. A partir desta pirâmide nós começamos a envolver todas essas pessoas nas luzes convidativas deste evento. É uma grande reunião da nossa escola, dos nossos alunos, dos nossos professores, amigos, músicos, colaboradores. Nós simbolicamente pedimos que marche em nossa frente, General, com os colaboradores de luz, extraplanetários que trabalham lado a lado, ombro a ombro contigo. Estabeleça neste dia um novo momento capaz de reordenar o plano mental de milhares de pessoas, reorientar pautas e vidas, reencarnações, projetos de empreendedorismo, projetos de realização, projetos familiares, projetos de estudos.

Marcha, General Uchôa, uma vez mais nessa Terra tão boa. Inspira cada um dos nossos palestrantes, músicos, que começaram a perceber sábado, na pele, a sensibilidade e a presença da Egrégora. Envolve a cada um dos participantes, cada um dos colaboradores da empresa, escola, dos técnicos de áudio e de vídeo desde já, prepara o coração e a mente desta gente e a todas as legiões de espíritos que tem sido impactados, atingidos de alguma forma pelo trabalho do Círculo. Nós reforçamos a todos o convite sincero e honesto para que vocês aproveitem a oportunidade para trabalhar em um projeto que preste, já que o plano mental de onde vocês costumavam se arvorar já não oferece mais abrigo à vampirização. Aproveitem a oportunidade que fazer parte de um projeto que faz sentido, porque nós temos vagas abertas e estamos em franca expansão.

Juliana (psicofonia): Queridos irmãos, convido vocês a participarem conosco no deslocamento de uma energia telúrica da Serra do Japi até o Sensorial Lab. Convido vocês agora a perceberem que já não existe mais parede, teto, piso, que vocês se desprendem de onde estão agora e vão subindo todos para a Serra do Japi, em um voo calmo e tranquilo. Neste momento, vocês conseguem enxergar um clarão de rosa quartzo que ilumina um dos topos da Serra. Vocês se sentem atraídos, reenergizados e chegam nesta clareira onde há árvores frondosas e onde há um círculo de pedras, e no centro deste há uma labareda de fogo vivo. Uma energia translúcida que parece se mover com total independência. Convido que vocês se reúnam em rodas ao redor desta fogueira dando-se as mãos.

Sintam o calor deste fogo, percebam neste momento que ao seu redor seres iluminados os protegem como Arcanjos preparando o momento desta noite. Vocês conseguem perceber os elementos que também protegem esta roda. Neste momento, vocês começam a perceber que em cima deste fogo vivo começa a se formar uma pirâmide de cor de quartzo rosa, que é fluorescente. Convido vocês a porem as mãos em direção a esta pirâmide e perceber que toda a serra neste momento vibra com vocês em um único propósito. Neste momento, convido a nos auxiliarem no levantamento de uma energia telúrica como se fosse um pilar que sobe aos céus, e direcionando ao Sensorial Lab formando com um arco-íris.

Neste momento, essa roda de amigos e de seres seguem para o Sensorial Lab pelo arco-íris de cor rosácea e conseguem ver toda Jundiaí iluminada por luzes fartas. Agora, conseguem perceber que dentro do Lab, as paredes de madeira e a energia já são diferentes da última vez que aqui estiveram. Gostaria de convidá-los a fazer uma faxina, procurar cantos, lugares dentro do Sensorial que vocês percebem que precisa de atenção especial e lá vibrem em amor. Abra seu coração e vibre amor. Convido-os agora a se reunirem em roda novamente, no meio do salão principal. E vocês podem perceber que um perímetro de luz já foi estabelecido em forma piramidal, com faces reflexivas, que funcionarão como filtros, permitindo a entrada daquilo que for favorável e refletindo de volta a energia que não for para este projeto do III Congresso do Círculo.

Coloquem as mãos sobre o chakra cardíaco e respirem esta luz de cor rosácea, a fim de que também possam reequilibrar a energia do corpo de vocês. Lembrem-se que vocês são as válvulas propulsoras deste projeto, não há proteção espiritual e energia suficiente se vocês também não fizerem a parte de vocês. Agora em estado de agradecimento, agradecemos vocês e também sentimos a gratidão de vocês conosco, porque este é um processo de colaboração dos dois lados, cada um importa. E soltando as mãos, vocês, em um voo leve e tranquilo, retornam às suas casas mantendo a nossa intenção neste momento. Peço que lembrem-se, em algum momento, do dia deste projeto e vibrem por ele.

Juliana: Vi a bandeira de Pernambuco. Mapa do Brasil com arco-íris fazendo a conexão de São Paulo a Pernambuco.


Fernanda (psicografia): Si, minha querida, despedir-se de alguém que nos é estimado sempre há de ser um processo doloroso. Estarmos em terceira dimensão, sem a transição consciente entre os planos, coisa que ainda perdurará por algum tempo nos habitantes da Terra, se faz a imagem de que a morte é o fim de uma vida. Chegará o tempo em que entenderemos a morte como um passo da transformação, um renascimento para novas jornadas, portanto, não se reprima e viva o processo. Sinta a dor que é natural sentir, se precisar até chore, mas nunca deixe de lembrar os momentos que viveram juntos.

Mônica: Engraçado, tive várias sensações, mas não senti a vontade de falar. E depois me veio uma sensação de “você não precisa falar com palavras bonitas, fale na linguagem simples, aquela linguagem que fala no coração. Porque tudo isso que estão dizendo, você precisa vivenciar.” Então a mensagem de hoje é: vivencie.

Juliana: Essa experiência da floresta veio na minha visualização do arco-íris, veio um clarão. A fogueira era um fogo vivo, e senti uma mensagem de que hoje somos a madeira crua que serve pra fogueira. O processo às vezes é doloroso, o fogo queima porque não conseguimos compreender a transmutação. Pro carvão virar carvão, ele passa por esse processo de queima. E ele é uma energia durável, então para que nos tornemos uma fonte de energia durável, precisamos passar por essas situações de queima, de sofrimento. Tudo isso é uma transmutação pra se tornar essa fonte de energia durável que o projeto precisa.


Deni (psicografia Simone): Foram décadas de preparo para estarmos aqui reunidos. Deixem-se tomar pelo fluxo da vida na mente do Todo.

Simone (psicografia): Uma das maiores coisas a se fazer em nossa existência é contribuir para a evolução de nossos irmãos menores. Dê um abraço apertado na Shakira (gata da Simone que recém faleceu), que pode ser sentida aqui pelos laços de gratidão mútua.

Simone (psicografia): A essência do ser humano são as emoções. Devido ao aprimoramento do corpo astral é que se dá geralmente a garantia de eficácia na sintonia. É, portanto, pela falta de conexão fina com este corpo, com o passar dos anos, que este mesmo corpo pode entrar em um estado de estar energeticamente fissurado dentro de seu esquema de corpos multidimensionais.


Larissa conduz trabalho de doação de energia e faz o encerramento.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos Relacionados

por Juliano Pozati
por Grazieli Gotardo