Os livros e o seu poder transformador

Permita-se descobrir uma nova história

Sabia que os livros têm um grande poder transformador? Bom, imagino que você já tenha tido alguma experiência positiva com a leitura. Aqui no Círculo sabemos que a maior parte dos nossos alunos que já fizeram o teste Clifton Strengths, da Gallup, possuem o talento Estudioso nos Top10, então acredito que você já leia livros de autoconhecimento, conhecimentos humanos diversos ou da sua área de trabalho.

Mas eu quero falar dos livros de ficção.

Por “ficção” não quero dizer que vai ter viagem no tempo e nem um futurismo hi-tech. Um livro ficcional é apenas um livro com uma narrativa imaginária, uma história que não aconteceu literalmente daquela forma, ela foi criada e imaginada por uma pessoa: o autor ou a autora.

Os livros de ficção podem ser um drama familiar, uma história sobre amizade ou sobre se sentir sozinho…e bem, todos temos família, amizades e sentimentos complexos, certo? Imagine os paralelos que você pode encontrar naquela história, as semelhanças com a sua vida, ou talvez os contrastes. Cada história vai te apresentar um cenário e, neste novo lugar, pode ser que você encontre um pedacinho seu, da sua história. Talvez lembre a sua relação com a sua mãe, talvez seja o oposto de como foi seu período escolar e, seja pela semelhança ou pelo contraste, você poderá conectar aquela narrativa à sua vida.

Muitas vezes os livros ficcionais vão ser histórias despretensiosas, divertidas, curiosas, assustadoras até…mas eu te garanto que a mais suave delas pode te trazer um insight inesperado, pode gerar uma nova reflexão.

Eu não esperava, por exemplo, encontrar indícios de cura energética no livro O Jardim Secreto, de Frances Hodgson Burnett, um clássico infanto-juvenil que mostra, na inocência infantil, a sabedoria de acreditar no poder da natureza e dos amigos. Também não esperava que, num livro de terror, fosse ler sobre um curandeiro que, ao se concentrar na cura de uma pessoa, “entra” em sua corrente sanguínea, vai até o local certo e harmoniza o que havia de errado. Praticamente uma cura celular!

Se sua questão é ‘como começar’ (ou recomeçar) a ler…

Bem, talvez você até já tenha pensado em ler algo, mas não sabe por onde iniciar, que tipo de história escolher, confira algumas dicas:

  • lembre-se de que tipo de história você costuma gostar quando vê uma série ou um filme e aposte no mesmo gênero para os livros;
  • procure no YouTube “dicas de livros de _______(seu gênero selecionado aqui)” e anote as sugestões;
  • veja as sugestões da loja virtual ou física que você estiver, nos setores “livros recomendados” e até mesmo os “mais vendidos”, e veja quais sinopses te chamam a atenção.

Um livro ficcional pode não trazer na capa “a que veio”, pode não dizer de cara o que ele veio te ensinar, mas é aí que mora a beleza e a magia do inesperado.

Permita-se descobrir uma nova história 🙂

Bruna Mariano
@alendolivro

4 respostas

  1. ler é muito importante para adquirir conhecimento e ter uma nova perspectiva sobre novo assunto, ter insights e mindsets que serão ou poderão ser importantes em nossas vidas. Foi pelo livro Legião do Robson Pinheiro que tive meu primeiro contato com meu guia de esquerda ou exu chamado Caveira. Precisamos estar abertos aos novos conhecimentos contidos nos livro e analisar o que é bom para nós ou não.

    1. Que legal Rodrigo! É isso mesmo…as vezes conseguimos mergulhar tao profundamente numa historia que se torna uma meditação ativa, é um exercicio de foco e concentração mental que pode sim afinar nossa sintonia com o espiritual! E eu tbem VIVO nessa filosofia: não importa o que eu consuma, o importante é absorver o que faz sentido e deixar ir o que nao faz, e tudo bem!

      1. Creio que o livro lido com presença no traz conhecimentos muito maiores e que nos traz sentido para continuar nessa vontade de aprender e crescer

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos Relacionados

por Grazieli Gotardo