Descubram dentro de cada um o Deus verdadeiro (LAB 38)

Diário Espiritual

Participantes: Adriana, Juliana, Juliano, Larissa, Marco, Mônica, Rene e Simone
Data: 20 de julho de 2021
Via Zoom

COMUNICAÇÕES

Juliano conduz oração de abertura do Lab


General (psicofonia Juliano): Muito boa noite, minha gente. Nós estamos radiantes de ver tantas frentes de trabalho sendo consolidadas com tanta responsabilidade. É muito importante que todos percebam que nós estamos interagindo e deslocando também miríades de colaboradores espirituais em todas as frentes simultaneamente. Não é apenas o conteúdo que se espalha, não é apenas o conhecimento que vai se irradiando a partir de nossa escola, mas há também as consequências hiperespaciais, pois atingimos também os desdobramentos multidimensionais da realidade de cada indivíduo cuja mente se encontra no processo de renovação a partir das ideias transformadoras com as quais entra em contato. Não percam de vista de forma alguma a grande responsabilidade que vocês tem em mãos, nada de ficar titubeando, mosqueando, achando que está cumprindo proformemente um simples serviço, um simples trabalho porque a consciência dos desdobramentos multidimensionais, da reverberação multidimensional, hiperespacial, é esta consciência que faz com que vocês tenham zelo na configuração, na construção de cada frase, de cada oração, na escolha de cada palavra, de cada terminologia de campanha, dos anúncios, dos textos, das experiências pedagógicas, didáticas, que visam a construção de um conhecimento colaborativo, coletivo, comunitário, de desdobramentos sociais.

Nós não podemos perder de vista a autoconsciência do nosso papel, do lugar que ocupamos, bem como aquilo que mais para frente se tornará o alvo, o foco de atuação do Círculo. Vocês tem começado a juntar umas pecinhas aqui acolá e já estão começando a pressentir, a intuir, ainda que inefavelmente, não tão definidos pelos contornos das palavras e dos substantivos, mas em algum lugar, em alguma dimensão interna do próprio Ser já começa a intuir e a perceber que os planos que nós temos para o Círculo são muito grandes. Este projeto é apenas uma desculpa, por assim dizer, uma vestimenta, uma fachadinha, para que uma grande revolução aconteça. É como se nós tivéssemos em um grande teatro apresentando um espetáculo de entretenimento, mas nos bastidores, nos camarotes, nos corredores, por trás das cortinas está o palco que está abrigando o planejamento de uma grande revolução social. O espetáculo em cartaz é apenas uma das expressões ainda sutis de conhecimentos e conceitos, ideias e filosofias que começam a ser difundidas, mas a verdadeira revolução corre solta na boca miúda dos bastidores, dos camarotes, das tramas da verdadeira intelectualidade a serviço da transformação traça planos e tudo acolhe, tudo faz, tudo planeja, já que planejar é um ato de cocriação, o futuro que se deseja ver.

Assim é a nossa escola, aparentemente uma escola filosófica inofensiva que ocupa um lugar entre os espiritualistas, cria conteúdos de utilidade e tudo o mais, mas percebam que a transformação social da qual esta escola é dínamo transformador, e esta transformação corre em corredores que muitas vezes vocês nem estão percebendo, daí o que reafirmo da necessidade de plena autoconsciência, do zelo e da responsabilidade em tudo que estiverem fazendo. Cada frase é importante, cada pedacinho, a contribuição dos talentos de cada um, das habilidades de cada um, da história de vida de cada um, cada pedacinho importa na construção deste vir a ser que já está no meio de nós e que passará ao ato tão logo se manifeste os potenciais de cocriação multidimensional de cada um de vocês.

Eu trago estas palavras de incentivo para incendiar essa reunião desde o começo para que não haja água morna. Aqui é quentura, não pode ser frio ou morno, tem que ser quente, já trago temperatura elevada para as conexões de vocês. Sinalizo ainda a realidade hiperespacial que os cerca nestes mergulhos profundos que nós temos feito juntos nesta reunião. Fiquem atentos, por mais que não pareça, por mais que o cabeção ainda duvide porque não está devidamente concentrado, está ainda envolvidos nos afazeres, está ainda finalizando a pauta de tarefas do dia, não importa. De nossa parte, nós cumprimos nossos compromissos pontualmente e, com um pouquinho de sensibilidade, nós estamos praticamente beliscando a nuca de vocês no início da reunião, portanto não tenham dúvida, não fiquem titubeando, encontrando conversa para boi dormir.

Quando se colocarem à disposição, se abram, mergulhem, fechem pesadamente os olhos, mergulhem neste estado de semi sonambulismo que de inconsciente não tem nada, é um estado superconsciente. Deixem fluir, não percam tempo como eu perdi. Satisfaçam a razão também, para que não saiam falando qualquer asneira, mas vocês não são lá pecinhas novas na praça, vocês já tem um bom tempo de caminhada, já passaram da idade de ficar duvidando de si mesmos. Claro que nós precisamos mesmo daquele tipo de gente ousada, que não se contenta com as simples tarefas cotidianas, que vá para além da filosofia da samambaia, que não se limita a fazer fotossíntese com a luz solar. Precisamos de gente com atitude, que se jogue, se lance.

Portanto, meus amigos, meus alunos, meus companheiros, professores de outra hora, mergulhem no hiperespaço, mergulhem dentro de si, descubram dentro de cada um de vocês o Deus verdadeiro de onde fomos criados, para onde vamos sem nunca tê-lo deixado, pois nele mergulhado estamos, descubram dentro de vocês o Deus que os habita e é por vocês habitado. Não tenham receio de viver este augusto mistério da comunhão universal das consciências. Ainda que uma palavra mais elevada possa confundir o direcionamento da razão, compreendam que, para além da razão, está a essencial assimilação que a tudo eleva, tudo contém, tudo põe em movimento da busca da plena felicidade que só existe Nele, por Ele, para Ele, o Pai de todas as coisas. Que o Cristo derrame sobre todos nós a sua Luz esclarecedora afastando toda a ignorância do não saber.

Egrégora (psicofonia Mônica): Boa noite, meus queridos. Sintam o pulsar dos corações. Este mergulho para dentro de si começa percebendo seu coração pulsando, percebendo o ar que respira e os pensamentos que afluem pela mente, são pensamentos que se misturam, os nossos, os de vocês, às vezes uma frase, um cumprimento, somos nós incentivando vocês a iniciarem a verbalização de uma mensagem. Não fiquem receosos porque a hora que começarem a falar, se propuserem a iniciar de uma maneira bem sutil, como um “boa noite”, a gente já consegue compartilhar um fluxo maior de informações e vocês vão percebendo. À medida que vocês se permitem falar, se colocam à disposição, vocês vão percebendo o fluxo que vai chegando e as palavras vão saindo com mais facilidade até o momento em que vocês não vão mais perceber a ideia tamanho é a rapidez, o fluxo. Nós incentivamos vocês a experimentarem.

Francisco (psicografia Simone):  
A jornada é alvorada
A alegria é o gosto
Que brilhe essa moçada
Abastecendo-se no posto

Que a Mãe Terra nos encaminhe
Do solo o combustível
Para que nada mais se engalfinhe
No cumprimento do nosso dever cível
Fran

Francisco (psicofonia Mônica): A gente fica cutucando todo mundo, né, ninguém se põe a falar, aí a gente é obrigado a fazer versinho. Vocês não estão entendendo…aí chega o General, fala, dá o recadinho, mas a gente tem que falar aqui para vocês soltarem a franga. Drica, fala com a galera, tem uma fila de gente aqui querendo falar. Se vocês não começarem, a gente não consegue engatar. Vai Drica, fala da sua cabeça, no improviso, que a gente pega o gancho.

Simone: Acho que entendi, eles precisam de um quantum, alguma coisa para levantar a poeira, uma vibração mais plausível, como a sonora.

Egrégora (psicofonia Adriana): Em um fluxo imenso de prazer onde há a conexão de um verdadeiro processo de cura, pode-se dizer que em um momento como esse, o qual parece tão rotineiro, corriqueiro, mal sabem cada um de vocês o quanto de exercício e de trabalho vocês vem aqui fazer. A confiança é tudo, e vocês já tiveram bastante provas de que são capazes. É claro que entre vocês um estimula o outro. Vocês tiveram uma prova em um trabalho bem recente mostrando tudo isso. Sabem por quê? Porque verdadeiramente vocês aprenderam e aprendem a cada dia o significado da palavra amor e isso gera confiança, incentivo e a verdadeira união entre vocês. Olhem um pouquinho mais para cada um e percebam esse potencial que existe aí dentro. Vocês já deram tantos passos infinitos, mas não se lembram de nem um centésimo de cada um. Não importa, o que importa é que vocês deem cada dia mais e mais passos. Lembrem-se do efeito dominó. Hoje gostariam que levassem essa imagem com vocês…deem o primeiro passo, foquem na única coisa importante na vida de vocês, essa é a única coisa que vai derrubar as outras peças do dominó. Vocês estão no caminho, só precisam ter um pouco mais de confiança. Nós aqui estamos dando o maior apoio, maior incentivo, mas existe uma palavra na qual vocês estão inseridos neste grupo, que é AÇÃO. Então, façam esta ação porque nós precisamos disso. Amamos vocês.

Gasparetto (psicofonia Simone): Quando a gente fala amor, gente, nós não estamos falando para ser lindinho. Não é o amor do discurso, amor desconexo. Quando a gente fala de amor, de elo de amizade, de vocês se colocarem exatamente na posição que vocês vislumbram…não precisa ser a posição perfeita, mas a que der pra ter hoje, gente. Nós estamos falando de amor como dínamo de energia. Isso é que vai fazer o resto girar feito um furacão. A gente não está dando mensagem de lição de moral, pra ficar solto, para incentivo no coração de vocês e só. A gente está comunicando um plano de ação para vocês. Por isso a coragem, por isso o General veio e fez questão de abrir a reunião.

Olívia (psicofonia Juliana): Meus queridos, esse laboratório é sim um laboratório para que vocês  possam se abrir, estar treinando em um ambiente controlado, com pessoas que vocês confiam, que se sintam à vontade então. Nossos queridos amigos já falaram: se soltem, aqui é seguro. Porque se aqui não se soltarem como se soltarão na vida, na frente de plateias, como vencerão a vergonha? Pois lhe digo que será exigido isso. É preciso divulgar, é preciso colocar a carinha de cada um de vocês e divulgar. Se vocês não têm coragem de falar em cocriação, em se falar em cocriação conosco aqui neste ambiente seguro, como poderão fazer isso em ambientes menos calorosos, hostis. É treino de auto aceitação, treino de aceitação do outro, pois, claro, nem sempre concordamos com o que o outro faz, nem sempre estamos em coalizão com as opiniões alheias, mas aqui é um treino para que, olhando as qualidades acima das dificuldades, vocês possam integrar. Então, não tenham vergonha, não há espaço para isso. No mais, agora indo em outra direção, gostaria de lembrá-los que vocês também são os primeiros alunos desta escola.

Há um ano atrás, estávamos reposicionando a proposta do Círculo para se estabelecer como Escola Filosófica e este um ano foi muito mais importante para que vocês vissem o Círculo como escola, pois apenas a partir da visão daqueles que estão dentro, que estão no fundamento, nas bases é que poderão lançar para o mundo esta nova visão. Foi necessário lançar este ano para que vocês tivessem certeza de que o Círculo é um treinamento para a escola da vida. Então, se ponham, queridos, como alunos, alunos do Círculo, da vida, e como professores, porque o melhor professor é o que melhor aluno é. Então, os convido, para esta jornada que se inicia em agosto, a entrarem com um olhar de criança, assistirem conosco as aulas e encontrarem pérolas e ensinamentos que talvez no passado não tenham conseguido ver, pois o homem não se banha no mesmo rio duas vezes porque não é o mesmo rio e também não é o mesmo homem, então, vos digo, vocês passarão pela porta que já passaram porque precisarão passar com mais segurança.

À minha querida Simone, cujas dúvidas de todos os dias chegam aos meus ouvidos, primeiramente gostaria de lembrar de confiar na sua intuição e também de lembrá-la do seu papel inicial de aluna zero, e assim, quando a dúvida bater sobre qual caminho seguir, pense “o que que eu precisaria se eu estivesse lá no início? Qual ferramenta, palavra, frase, qual seria a mão que eu queria que estivesse estendida para mim?”

Então, meus queridos, celebramos com vocês mais esse passo neste longo caminho, mas a beleza do caminho é que faz a alegria que torna incansável àqueles que lutam e perseveram na certeza que caminharemos juntos e nos encontraremos em cada esquina.

Simone: O pessoal da equipe de trabalho que queria saber como conseguem falar com vocês diretamente. Alguma instrução específica?

Olívia (psicofonia Juliana): A forma com que você conversou sim é eficiente, mas cabe lembrar que cada um tem uma facilidade maior com determinados meios. Para uns, entrar em sintonia e abrir o trecho de um livro faz mais sentido do que escrever no papel, mas todos os meios possíveis devem ser testados e ver qual aquele que faz mais sentido, que dá arrepio na espinha. Cada um tem uma forma mais fácil de se conectar, mas indico bastante utilizar uma base de música, pois auxilia na equilibração das ondas mentais, usando o cardápio das telecomunicações.

Francisco (psicografia Simone): O amor é energia manipulável, a palavra dita com convicção é palavra viva. A amizade como propósito de ação é a cocriação exoconsciente no princípio de correspondência nesta dimensão.

Montagne (psicofonia Juliano): And it is exactly because of this that you have to empower yourselves and trust the flow of intuition and cosmic energy. The inter dimensional exchange that happens every tuesday on these encounters. And soon this group will be able to receive the other members of the team to join us in this light Circle that we build every meeting. There is no reason for not expanding a virtual meeting, multidimensional exchange that is happening in this way. The very important question to be considered before that is to improve your trust, your confidence in your gifts, in your skills and just allow yourselves to be a channel. A channel from where the flow goes through, from inside out. This jumping in hiper space that happens inside of you must be protected, stronger, and much more confident than that. Remember Christ inviting Peter to give a step in the waves. Peter was afraid and had many doubts but he said “Lord, if it is you, just order me and I will go”. Jesus said “Yes, I am. Just come”. And Peter started to walk in the water. The first impression is always doubt, confusion. Things are just terrifying but you have to establish a way to confirm your intuition, to confirm that screaming and shouting from inside of you. “Lord, if it is you, just order and I will go”. Establish the connection with the beyond, with the vision, with this dimension of high spatial beings that are inviting you to walk in the waves.

Do not consider it impossible. Do not be afraid of the impossible. God did not choose you because of your doubts. God does not choose the ones he chose because of the gifts, talents or anything else. Because he gives the impossible, the talent and the gifts to the service that has to be done. So do not consider yourselves poors, because you are rich. You are at a service of endless possibilities in a time where impossible will be proved possible. This is the movement of planetary transition that you are part of.

Tradução: E é exatamente por isso que vocês devem se fortalecer e confiar no fluxo da intuição e da energia cósmica, da troca interdimensional que acontece todas as terças-feiras nesses encontros. E em breve este grupo poderá receber os demais membros da equipe para se juntarem a nós neste Círculo de luz que construímos a cada reunião. Não há razão para não expandirmos um encontro virtual, a troca multidimensional que está acontecendo desta forma. A questão muito importante a ser considerada antes disso é melhorar sua confiança, sua confiança em seus dons, em suas habilidades, e apenas permitir-se ser um canal. Um canal por onde passa o fluxo, de dentro para fora. Esse salto no hiperespaço que acontece dentro de você deve ser protegido, mais forte e muito mais confiante do que isso. Lembre-se de Cristo convidando Pedro para dar um passo nas águas. Pedro estava com medo e tinha muitas dúvidas, mas disse “Senhor, se és tu, manda-me e eu irei”. Jesus disse: “Sim, sou. Apenas venha”. E Pedro começou a andar na água. A primeira impressão é sempre dúvida, confusão. As coisas estão aterrorizantes, mas vocês têm que estabelecer uma maneira de confirmar na sua intuição, de confirmar os gritos e berros de dentro de vocês. “Senhor, se és tu, é só pedir e eu irei”. Estabeleçam a ligação com o além, com a visão, com esta dimensão de seres espaciais elevados que os convidam a caminhar nas ondas.

Não considerem isso impossível. Não tenham medo do impossível. Deus não escolhe por causa de suas dúvidas. Deus não escolhe aqueles que escolheu por causa dos dons, talentos ou qualquer outra coisa, porque ele dá o impossível, o talento e os dons para o serviço que tem que ser feito. Portanto, não se considerem pobres, porque são ricos. Vocês estão a serviço de possibilidades infinitas em um tempo em que o impossível se mostrará possível. Este é o movimento de transição planetária do qual vocês fazem parte.

Vó Diná (psicofonia Juliana): Oi minhas fia e meus fio. Não pense que nóis tá dando carão em vocês, não. É porque vocês parece aqueles passarinho no ninho que quer voar e olha e pensa “é alto, vou não”. A passarinha vem e fica empurrando. Às vezes empurra e o passarinho cai e você pode pensar que não foi amor, mas foi. Esse empurrãozinho é amor que temos por todos vocês. Então, quando estiverem no ninho e olhar, achar que é alto, que vai cair, que não vai dar, abra as asinhas, cheia de pena, olha pro céu azul, sol brilhante, porque ali é o destino de vocês e não dentro do ninho. Voa, minha querida, voa meus querido, voa. Um cheiro.


Exercício de doação de energia pelo grupo e encerramento

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos Relacionados

por Juliano Pozati
por Grazieli Gotardo