Isso tudo faz parte da construção da percepção exoconsciente (LAB 19)

Diário Espiritual

Participantes: Adriana, Fernanda, Rene, Larissa, Marcel, Juliano, Juliana, Mônica, Simone, Ana Clara, Grazieli, Guilherme, Lúcia, Bruna, George, Ana Carolinna
Data:
23 de fevereiro de 2021

COMUNICAÇÕES

Antes da reunião a equipe passou o dia junto, desenvolvendo talentos e planejamentos para os próximos passos da Escola.

Larissa conduz oração de abertura da reunião.


Olívia e Francisco em nome do General e do mestre Yashamil (prancheta):  Boa noite, meus queridos! Sejam todos bem-vindos a esta edição especial com selo dourado da amizade e do bom humor.

Olívia (prancheta): Que colorido lindo que foi impresso nas paredes de hoje. Cada um trazendo aquilo de melhor que tem dentro de si. O dia de hoje foi uma marca de um novo patamar que se iniciará no Círculo.

Egrégora (psicofonia Mônica): Meus queridos, boa noite a todos. Dando continuidade à transmissão da mensagem de boas-vindas, usamos agora a forma verbal mais fluida para que possamos todos aproveitar, treinar a captação de ideias, treinar a percepção como havíamos iniciado a semana passada ou retrasada.

Primeiramente, saibam que estamos muito felizes com a presença de todos. Desejamos que este momento seja de grande aprendizado onde possam tranquilizar os seus corações para receber aqui um testemunho de uma comunicação que vai além desta dimensão que vocês estão mais acostumados. Falamos de um local onde a visão de vocês não pode ainda alcançar. Alguns de vocês têm esta facilidade, outros a desenvolvem espontaneamente, mas isso é o de menos, o importante é você perceber que, mesmo sozinho, no seu canto favorito, você pode acessar seus companheiros espirituais, sua egrégora, seus mentores mentalmente. É desta forma que trazemos inputs, insights, percepções que podem muitas vezes se confundir como um pensamento próprio, como uma tomada de decisão, mas sempre há uma parceria, e quanto mais se treina e se permite a olhar para dentro, no intuito de acessar essa voz que se comunica com você indistintamente, mais fácil será a sua percepção, ou seu download, de ideias. Este é nosso intuito – facilitar ou tornar para vocês algo bastante simples e comum, algo do dia a dia, que faça parte da dinâmica.

Assim como vocês têm os seus hábitos como escovar os dentes, como uma refeição, existe também um momento de sintonia, de introspecção. Agora, não é só nesses momentos que entramos em contato. Às vezes, aquela atividade tão simples e mecânica como lavar uma louça, varrer um chão, enfim, qualquer atividade que exija menos do intelecto, um trabalho mais automatizado, nós aproveitamos este momento para entrar em sintonia também. É um momento que há uma desconexão mental propícia para que possamos acessá-los em ideias, em expressões, em imagens que vão além daquilo que vocês estão fazendo, porque aquela é uma atividade simples, que vocês dominam, e neste momento aproveitamos este relaxamento temporário do intelecto para que possamos travar verdadeiras imagens, insights ou até mesmo conversas…

Existe aquele diálogo mental? Sim, ele existe…são trocas de ideias, são pensamentos, são revisões, enfim. Aproveite agora com um carinho especial este momento que você tiver. Quando você perceber que está tendo, ele será cada vez mais constante. E uma dica agora para vocês: é que neste momento, onde os insights aparecerem, aproveitem e já anotem rapidamente antes que esqueçam. Isso é muito importante.

Voltando agora à equipe aqui reunida, tanto do laboratório quanto da equipe de trabalho. Queremos mostrar também que existe uma preocupação por trás dos bastidores para que tudo aconteça e conflua no ritmo predeterminado por instâncias superiores, que também nos observam e acompanham nosso trabalho. Somos uma hierarquia, lembrem-se, “assim como é embaixo é em cima” e vice versa, ou seja, a mesma preocupação que vocês têm em aprender, em vivenciar, em executar, em delegar, em corrigir, em construir, nós também a temos, e ainda com a preocupação de acessá-los, de incentivá-los, de monitorá-los e de conduzi-los amorosamente, sem que sejamos impositivos, cerceadores… porque também está em jogo o livre-arbítrio, também está em jogo o desenvolvimento pessoal de cada um… além disso, o desenvolvimento da equipe como um todo. É um trabalho conjunto, paralelo, recíproco e concomitante, tudo ao mesmo tempo.

Convidamos a todos neste momento a respirarem profundamente, aproveitando que já estão um pouco mais acostumados com o ambiente, com a atmosfera aqui presente, e pedimos gentilmente que amplie as suas percepções…procurem observar, ainda que de olhos fechados,  se assim quiserem, o que mais conseguem registrar aqui nesta sala. Será que conseguem perceber outras presenças ou outras ideias ou outros panoramas e visões? Vejam a sua tela mental.

É muito importante que neste momento propício, preparado e tão bem guardado seja o momento de aprendizado e de experimentação. A voz que vocês ouvem vem carregada de algo mais além do registro que vocês decodificam como uma mensagem inteligível? O que mais essa voz traz até você? Ela te assusta? Ela te acolhe? É uma voz que inspira carinho? Que inspira confiança? Ou é algo do qual vocês podem duvidar no intuito de se questionar que momento é este? Que experiência é esta? Até quando eu posso me entregar, até onde eu devo me resguardar? Isso tudo é importante para vocês avaliarem, porque nem tudo é passível de entrega total, nem mesmo uma informação passada por um médium. Ela não deve ser aceita simplesmente porque alguém a trouxe. Antes de mais nada, ela deve passar pelo crivo do seu sentimento, do seu intelecto, da sua razão, da sua percepção… Assim para tudo.  Energeticamente, nós entramos em contato com algo que pode ser acolhedor, pode ser conhecido para nós ou algo totalmente estranho, amedrontador, algo do qual temos repulsa e é importante saber essa diferença.

Distinguir cada vibração ou cada pacote energético com o qual vocês se deparam…seja através de uma voz, seja através de um ruído, seja uma visão, uma visão mental, uma sensação corporal, uma intuição.

Vocês todos estão equipados com uma espécie de termômetro, uma espécie de senso, de crivo do que pode ser, do que pode parecer confiável ou não, e isso tudo faz parte do aprendizado, faz parte da construção de cada um, de sua percepção exoconsciente.

Estamos em um momento planetário onde estamos tendo acesso a vários tipos de energia, a favor e contra, no processo de transmigração ou de transição planetária, portanto incentivamos a todos que pesquisem sobre isso, que percebam, que experienciem e que tirem suas amorosas conclusões.

Permitimos, nesse momento, a quem quiser complementar, perguntar ou fazer alguma observação, que seja bem-vindo.


Adriana: Eu vi, em meio a uma escuridão lá no fundo, dois olhos que piscavam, bem no fundo, mas eu não consegui me aproximar. Depois esses dois olhos uniram-se em um foco só, uma luz branca. Fiquei com um pouco de catalepsia, tentei me movimentar enquanto eu conseguia ver.

Juliano: Vamos pedir para que, no fluxo do Star Language, possamos receber o discernimento para compreendermos os símbolos…aparentemente, é uma captação simbólica…Podemos fazer um circuito de mantras, se conectando com esta imagem ou com outras, talvez, para pegar o sentido disso que está sendo transmitido.

Ana Carolinna: Vi muitas nuvens…

Rene: Tive a percepção de uma energia muito rosa, amorosa, materna.

Ana Carolinna: Vi o planeta saindo dessas nuvens, parecia que ele tava com uma abertura… parecia também escada de DNA.

Larissa: Também tive a percepção de uma espiral, algumas mandalas se formando e na hora do Star Language.

Fernanda: Confirmo

Simone: Eu senti como se fosse umas ondas que arrepiavam o corpo inteiro e passavam, como uma corrente.

Ana Carolinna e Ana Clara confirmam.

Juliano: Presença atípica, como se fosse uma edição especial.

Fernanda: Sensação de estar fazendo magia no caldeirão. Bem no sentido agrupar, juntar, misturar energia.

Ana Carolinna: Teve um momento que eu fiquei de olhos abertos e parecia que tava tudo muito misturado, muitas energias misturadas.

Ana Clara: Confirmo.

Lúcia: Eu estou desde o início com os olhos abertos e eu enxergo três cores piscando: verde, amarela e dourada intensa, saindo como se fosse uma espiral.

Ana Carolinna: Eu enxergo o verde também.

George: Eu tive uma sensação corporal muito forte, e parece que esticando até o teto…também fiquei maior parte do tempo de olhos abertos, e nesse momento me deu a sensação de uma espiral, um túnel, como se fosse removível, deste local para outro.

Bruna: Senti muita vontade ficar mexendo a mão o tempo todo, ficar fazendo vários movimentos.

Juliano: Vou propor pra gente fazer mais uma rodada de Star Language.


General (psicofonia Juliano): É mesmo muito natural que vocês estejam percebendo essa diferença na atmosfera que se estabelece na noite de hoje, minha gente. E, diga-se de passagem, uma boa noite a todos. Noite diferente, de consolidação. Eu tenho viajado também…também é preciso saber viver nessa dimensão que nós estamos, e já tenho tempo de serviço para tirar umas boas férias em Saturno, praia e coisas do tipo.

Mas é importante que se diga que, na noite de hoje, a nossa equipe está consolidando de fato em níveis muito sutis do corpo mental de vocês uma certa cooperação, associação no sentido de delinear e fortalecer a conexão e a convicção de cada um no sentido do propósito.

Nós estamos bem informados que ainda existe entre vocês aqueles que já puseram o colchão em cima do muro, que não se decidem. Alguns, inclusive, devido à circunferência nem poderiam se equilibrar em cima de um muro, mas insiste em estabelecer uma lista interminável de discurso, desculpas e críticas e coisa e tal, mas o fato é que, hoje, em dimensões sutis, nós estamos incentivando o crescimento desta semente de convicção daquilo que este projeto será.

É óbvio que entre trancos e barrancos as coisas vão acontecendo, e também conosco aconteceu no passado, e isso é natural da natureza destrambelhada do ser humano que se coloca a caminho de fazer…

O ser humano hora caminha, hora dá cambalhota, uma completa confusão… Mas importa que vá sempre avanti, avançando sempre. Eu quero lembrá-los que, há alguns anos, nós temos falado e nós temos oferecido a visão do que será este Projeto na dimensão de vocês. E, hoje, aquilo que nós desenhamos no coração, segundo a convicção, não é outra coisa senão cada vez mais uma ideia clara da atuação social e transformadora deste PROJETO a partir do fluxo do conhecimento, movimento e transformação.

Olha, vocês se lembrarão destas minhas palavras e vão chorar feito crianças no futuro, porque, dentro de alguns anos, vão ouvir essa gravação onde este velho General vem afirmar, veementemente, a grandeza que este projeto vai assumir. Não apenas uma grandeza de expressão na sociedade, mas sobretudo como um reduto de alimentação espiritual de tantas pessoas que se decidiram em realizar e empreender no Novo Mundo.

A contribuição de vocês, o trabalho de vocês, o envolvimento de vocês, que ainda hoje titubeia entre as bagunças da confusão mental, ainda assim, pela entrega sincera, pelo compromisso fiel, pela amizade, pela camaradagem, pelo compromisso que têm um com o outro na alegria e no propósito, irão ser canais de veiculação da nossa ação transformadora. Ainda é pouca, mas a nossa equipe e os amigos que hoje nos acompanham aqui, desde Dona Olívia, Francisquinho, Jeferson, Joseph e todos que nos acompanham, aqui passam no meio de vocês tocando a fronte, o chakra frontal de cada um neste momento para que vejam não apenas o tamanho de nosso campo físico, não apenas o tamanho da nossa escola, mas sobretudo o desdobramento das suas ações em milhares de lares onde os nossos exércitos de Luz estabelecerão acampamentos de transformação, oficinas de cocriação em uma grande rede de colaboração e de veiculação das ideias transformadoras que modificarão a face da nossa sociedade.

Quem tem olhos interiores, que veja, que veja na noite de hoje, que se deixe tocar na noite de hoje. Aprendam, de uma vez por todas, a diferenciar aquilo que nós falamos e oferecemos de visão de futuro das expectativas individuais, pessoais e egoísta de cada um de vocês…não se trata daquilo que eu quero fazer, não se trata daquilo que eu acho ou penso ou que eu deveria achar, que estava procurando, que achasse um dia….separem o que o projeto é da visão de futuro das nuvens de perspectivas suas, e vejam essa espiral da jornada evolutiva de cada um, da jornada evolutiva deste projeto se desenhar nitidamente no horizonte.

Que a alegria seja a força e a marca do nosso grupo e da nossa escola…sempre…sempre…eu lhes falo como professor mas, também hoje como amigo, companheiro de profissão, que o conhecimento seja o nosso culto, que a transformação seja o nosso estandarte, que o movimento seja a nossa casa e a nossa atitude. E, por tudo que temos dito, eu hoje tranquilamente posso lhes reforçar que o melhor ainda está por vir.

Mônica: General, o senhor tem alguma palavra para aqueles alunos antigos sobre os quais comentamos hoje à tarde?

General: Eu diria, parafraseando o livro dos provérbios, que existe um tempo para cada coisa. Existe um momento debaixo do céu, existe tempo para plantar, tempo para colher, tempo para chorar, para sorrir, tempo de sol e de chuva. Esses companheiros foram imensamente beneficiados pela sua passagem no Círculo e hoje precisam desbravar um caminho novo.

Entendo que os laços afetivos, muitas vezes, podem impor sobre nós um certo senso de responsabilidade, mas nós devemos compreender que cada um deve identificar o caminho que trilhará, porque nem todo pé pisará o chão novo que estamos construindo. Agora, é muito importante também, e vocês têm talento suficiente para isso, que se desenvolva uma estratégia de reavivamento desta comunidade originária que foram os primeiros suportes para que nosso Projeto germinasse… Eu diria que incentivo todos vocês que já trabalham diretamente, que podem contar conosco neste processo de reavivamento, mas um reavivamento que deixe claro qual será o caminho pedagógico que desenvolveremos a partir de então, e nesta jornada cíclica do ano letivo nós teremos a oportunidade de oferecer novamente um chão para que estes alunos pisem. Muitos deles poderão ser envolvidos no sentido de colaborar profissionalmente com novas pequenas experiências, pequenos momentos…. Eles são muito bem-vindos, e vocês serão clarificados sobre isso nos próximos meses de planejamento. Isso não será coisa, minha querida, que se fará do dia para a noite, mas eu também estou muito seguro e muito tranquilo daqueles que escolhi para fazer a tarefa e sei que eles têm a clareza necessária sobre seus talentos pessoais que são empregáveis nessa empreitada.

Mônica: Obrigada


Exercício para envio de energia de cura.

Encerramento da reunião com agradecimentos.

2 respostas

    1. Olá Rejane, input é uma palavra da língua inglesa. A tradução literal pode ser “insumo”. É usada em inglês mesmo no Brasil tb. Trazer inputs significa trazer novas ideias, subsídios… ou como tb diz ali no texto insights, percepções…abraço

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos Relacionados

MATRÍCULAS ABERTAS.
Instituto Círculo