Ah, se vocês conseguissem ver este projeto no futuro… (LAB 15)

Diário Espiritual

Participantes: Adriana, Fernanda, Mônica, Simone
Data:
08 de dezembro de 2020

COMUNICAÇÕES

Simone conduz oração de abertura da reunião e exercício meditação atenção plena


Egrégora (prancheta): Chorar é uma das formas de curar e equilibrar os nossos corpos. Não detenham esse processo, ele é mágico. (inaudível) e deixe liberar. Já pensou no seu pote de arroz? Ele só pode ser renovado quando é esvaziado. Assim também funciona a nossa energia. Temos que abrir espaço para o novo.

Fernanda: Veio umas palavras. Veio foco. Veio como se fosse o nome do exercício que a Simone fez de presença plena, e que seria importante a gente praticar esse exercício diariamente, no dia a dia. Veio que essa prática da presença plena é o que levará ao objetivo da reunião, alguma coisa assim.

Adriana: É o Otto. Pode ser, Fefa?

Egrégora (prancheta): Olívia

Fernanda: Uma pergunta com relação à parte pedagógica do Exo Realização, se é por esse caminho, se estamos indo pelo lado certo…

Olívia (prancheta): Querida Simone, todo tempo que passa trabalhando ou pensando nisso, estamos sempre juntas. Mas a sua forma de enxergar as coisas nos aproxima dos outros.

Fernanda: Ela quer dizer que o jeito que você mostra é como se você conseguisse traduzir de uma forma que a gente entenda. É isso, Olívia?

Olívia (prancheta): Sim, obrigada pela tradução. O que mais importa neste processo todo é que todos percebam a importância de contemplar o curso Exo Realização. A pura expressão da palavra ExoConsciência.

Simone: Então, Olívia. Eu pensei nos resumos para justamente facilitar a visualização e daí pegar os inputs de cada um. É por aí?

Olívia (prancheta): Exo Cocriação. Isso mesmo, minha filha.

Adriana: Queria saber se têm algum técnico por aí, se eles estão por aqui. E com relação ao experimento da mesa, se tem algo que estamos fazendo do lado daqui em questão de energia.

Olívia (prancheta): Nada atrapalha, mas tudo ajuda. (risos)

Simone: Olívia, sobre a outra ideia baseada na TCC, isso faz sentido para alunos ou é algo pessoal meu de achar que é algo que desbloqueia os canais?

Olívia (prancheta): 33%.

Fernanda: Que vai tratar 33% dos alunos, mas não que todos serão do mesmo perfil. É isso, Olívia?

Olívia (prancheta): Vocês têm que ter em conta qualquer atividade, ferramenta, caminhos que trazem para o outro o desenvolvimento dos alunos, nunca conseguirão abarcar os 100% num único caminho ou formato. Senão já teríamos resolvido a evolução humana.

Simone: A questão é a soma de tudo? Todos os elementos envolvidos.

Mônica: Sobre as lives diárias, qual a opinião de vocês? Na questão qualidade versus quantidade, ou se este é o momento de realmente quantidade.

Olívia (prancheta): O Juliano é grandinho o suficiente para saber isso.

Mônica: E sobre as salas virtuais, se são positivas e devem permanecer ou se devem adquirir novo formato?

Olívia (prancheta): É importante este olhar pedagógico que está inserido na proposta, mas percebam que ele não deve ser em tom pesado. Sempre no tom do aprendizado colaborativo. Vocês espalharam amor de maneira incondicionada, e isso fica e ficará gravado no coração daqueles que se permitirem (inaudível) desse amor. Amor é sempre amor. Seja a forma que ele seja espalhado através de sorrisos, por vezes palavras, por vezes com o próprio silêncio. Mas é amor. É sempre amor.

Mônica: Por isso eu achava que o zoom não tinha que acabar. A gente tem que aproveitar isso, que se criou essa cultura de amor dentro do Círculo, e explorar isso de uma forma positiva.

Élida (prancheta): Ah, se vocês conseguissem ver o que representa este projeto no futuro. Se vocês conseguissem ver tudo que será feito, vocês entenderiam cada passo, cada movimento, cada presença ou ausência. Ah, como vocês entenderiam.

Adriana: Se tiver algum técnico aí, quero saber se podemos fazer o exercício da mesa.

Simone: A Dri quer saber dos técnicos! (risos)

Adriana: A minha área é a tecnologia!

Egrégora (prancheta): Convicção, confiança, fé e amor. Para tudo que afastar vocês dessas quatro palavras, deitem, durmam e recomecem no dia seguinte.

Egrégora (prancheta): Minha querida Fernanda, muito se exige daqueles com maior capacidade de servir e conservar. Você não precisa fazer mais nada além de ser Fernanda. Nós estamos muito satisfeitos com o trabalho físico e energético que você desempenha com seu plano mental, portanto, cuide dele como um ativo valioso para o projeto.


Exercício para envio de energia de cura. Encerramento da reunião com agradecimentos.

3 respostas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos Relacionados

A história dos 7 anos de Círculo Escola.