A vida extraterrestre na imprensa ontem e hoje

Acervo do General Uchôa

Se você digitar OVNI, UAPs ou extraterrestres nos mecanismos de buscas de notícias vai observar que nos últimos meses de 2023 o tema está na pauta da mídia. Em especial porque fontes consideradas oficiais estão abordando o assunto. Agentes de inteligência dos EUA falaram sobre o tema no Congresso, a Nasa lançou relatório e o Pentágono disponibilizou informações em um site exclusivo. Em matéria de julho deste ano do jornal O Globo, por exemplo, tivemos a seguinte manchete:

“Em audiência sobre óvnis, ex-agente de Inteligência dos EUA diz que material biológico não-humano foi recuperado em nave alienígena (…) Evento reuniu parlamentares americanos e ex-militares que afirmam ter visualizado fenômenos aéreos não identificados”

E dentro do texto, a informação:

“— Enquanto falamos, nosso céu está cheio de óvnis, cuja existência é subnotificada. Os avistamentos não são raros, nem isolados. Eles são a rotina. (…) Esses encontros se tornaram tão frequentes que discutimos o risco de encontrar um óvni como parte da preparação do voo — acrescentou.”

Para nós, aqui no Círculo, que temos o Acervo do General Uchôa, é muito interessante ver esses movimentos, e comparar com informações da mídia que ele mesmo guardou das décadas de 1960 e 70. No entanto, o que se pode observar é que muito pouco mudou no que é de fato revelado, como podemos ver nos recortes aqui reproduzidos. Outra questão que Uchôa levantava, é que o assunto sendo tratado de forma superficial, não contribui para o desenvolvimento da ciência nesse campo, seja pela falta de interesse ou pela limitada visão.

Vejam o que o General Uchôa disse no Programa de TV “Capital Cidade Aberta”, de 1982, uma entrevista que tem 40 anos, mas parece muito atual: 

“Então, para o cientista, para o mundo científico atual a ufologia ainda está na fase da coleta de dados que é o primeiro passo da ciência. Nenhum cientista de responsabilidade que nós conheçamos faz qualquer hipótese para complementar qualquer conhecimento a respeito de ufologia (…)  a discussão da NASA, escreveu vários livros, mas eles se limitam a verificar os fatos, a catalogar, a estudar ritmos de apresentação aqui, acolá, alguns já estudam até as correntes digamos, as direções mais prováveis em que esses objetos percorrem a Terra, mas sem nenhuma conotação científica propriamente dita nos cobrando de qualquer lei, qualquer relação de causalidade, exceto constitui a da ciência. De forma que a ufologia está atrasada em toda parte.”

E compare nossa imprensa atual com esses recortes do Acervo: 

Matéria do Jornal Gazeta do Povo, de Curitiba, de 1979. 

Matéria do Jornal Diário de Notícias, de 1969.


Matéria do Jornal A Tarde, de 1969.


Matéria do Jornal O Globo, do Rio de Janeiro, de 1972.

Sabemos que para muita gente dentro do meio espiritualistas e ufólogos abertos a essa questão, a existência das vida em outros planetas e dimensões não é novidade. A ciência humana segue buscando corpos biológicos com condições de vida semelhantes às nossas. E órgãos oficiais não falam tudo que sabem. O fato é que experiências e relatos no campo da parapsicologia já nos fazem compreender as diversas formas e condições de existência, seres com densidade e matéria constituídas diferentes e até mesmo a possibilidade de uma tecnologia muito mais avançada que ultrapassa a limitada velocidade da luz.

conferiu a página do acervo? São mais de 500 documentos históricos com acesso às imagens  originais. O Acervo do General Uchôa é um compromisso assumido pelo Círculo com a família Uchôa, que confiou aos cuidados da escola documentos pessoais do General. O acervo conta com entrevistas para imprensa, recortes de jornal, psicografias, áudios, desenhos etc…num trabalho vivo que está sendo desenvolvido e disponibilizado pelo Círculo.



Acesse também nossa editoria de conteúdo 
#AcervoUchôa e leia todas as matérias já produzidas sobre o trabalho no Acervo.

2 respostas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos Relacionados

Dias 05 e 06/07, com ingresso presencial ou online
Instituto Círculo